A mulher que me enche de esperança ( parte II )

II

Não é mais de quem encerrou
Aquilo que foi encerrado
Saiba que você é perfeita em sí mesma
Mas precisa ouvir o ritmo de tua emoção
E Escutar um pouco essas batidas
Que eu ainda pedirei pra dançar

(Por favor, entenda que existe
o passado, o presente, o futuro …
E que melhor que estes, existe
O que pra mim já é sem tempo
Mesmo que se chame Esperança agora
E no outro dia se chame Amor )

Podemos viver
Não só olhar as chuvas
Mas nos molhar de incerteza
Retirar do caminho a tábua
Da minha timidez, da sua necessidade
Dos nossos olhos ofuscados
Pelo que já tem outro sentido

(Chovamos, não pelas enchentes
Mas pelas flores
E outras coisas que são
perfeitas sem exagero ou acúmulo)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s