Vem pro Sul, Marie

Vem pro Sul, Marie


Marie, com teu sobrenome de tribo e de bicho
Os teus lábios são as bandeiras vermelhas
onde eu guardo os meus sonhos
Os teus seios são os países que virão
Onde não haverão nem reis, nem súditos, nem empregados, nem patrões
E a minha língua é o povo livre
Que estes teus novos países precisarão

Vem pro sul, Marie
Coloca numa mala um dia de domingo do teu Pará
E em outra um punhado de teus sorrisos
E vem

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s