Tratado como um cão

(Um velho blues de uma história mais velha ainda)

Se eu não tinha o direito
De te falar o que eu falei
Também não tinha o dever
De te amar, mas eu te amei

O que eu ganhei em retribuição
Foi ser tratado como um cão

Lá na frente da sua casa, garota
Você lembra o que aconteceu
Pro nosso amor nascer
A nossa amizade morreu

Só que eu não quero mais
Ser tratado como um cão

Não, não, não, não, não, não, não
Não, não, não, não…

Você estava tão sozinha
Eu levantei sua auto-estima
Você me usou feito uma mulher
Mas se comportou feito uma menina

Um dia a vida te ensina
Que não se trata um homem como um cão

Fiquei sentado na sarjeta
Do lado de fora do seu portão
Porque o seu amor não passava
De um falso amor de estimação

Oh, mulher malvada
Até os cães tem coração
E esse vira-lata está cansado
De ser tratado como um cão

Não, não, não, não, não, não, não
Não, não, não, não…

Jota Teles

Anúncios

2 thoughts on “Tratado como um cão

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s