Grita lá fora meu coração

Este mundo é minúsculo
E meu coração é gigantesco
Minha casa tornou-se inabitável
E chegou a hora de partir

Quero que chova dentro de minha casa
Que a minha casa sou eu
E eu sou apenas água a desejar fluir

Ouco um chamado no portão
“Vem José” grita lá fora meu coração
Eu o atendo e partimos
De braços dados com o mundo

A sorrir e a brincar
Levo comigo a mulher perfeita
Mulher que tem nos olhos
Qualquer coisa como o anúncio
De um dia que começa bem

Outros ficarão para cumprir as tarefas
Que me disseram serem minhas
Embora eu acredite que a principal tarefa de um homem
É ser apenas um verdadeiro homem
E a principal tarefa de uma mulher
É ser apenas uma verdadeira mulher
E que não exista tarefa mais urgente
Do que viver com o coração

Trago na mochila aquilo que cabe
Aquilo que não cabe trago no espírito
E me derramo vivo
Na estrada por onde passo

Nesse caminho
Se eu não chegar a ser livre
Que eu seja escravo somente de um mestre
Sublime e bom
E o único mestre sublime e bom que eu conheço
É o meu próprio coração

Jota Teles

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s