No dia da salvação não me salvem

No dia da salvação não me salvem
Se o mar não merece ser salvo
Se as pedras, o trigo, a selva
A névoa, os cravos, os peixes
Não merecem ser salvos
Eu também não mereço e não preciso

Olhando agora pela janela
Eu percebo que não pode haver um dia
Mais azul do que esse
E penso que a existência
Mesmo súbita, cortante, irreal e efêmera
Não requer nenhuma salvação
E quando anoitece eu não desejo outro céu
Acima da minha cabeça

Depois que aprendemos a não fazer o mal
Descobrimos que tudo é bom
E que na verdade não existe ser bom ou mal
Esta cisão entre dois polos satisfaz
somente a nossa linguagem
Mas além da nossa linguagem
Todas as coisas se encaixam perfeitamente
E são assim como são
Sem necessidade de salvamento

Meu velho amigo Jesus Cristo,
Dizem por aí que você vai voltar
E fará com seu Pai um grande julgamento

Você que não fez juízo das prostitutas
Por que faria juízo de mim?
Eu, que não sou melhor ou pior
Que as prostitutas
Sou também seu irmão

Meu velho amigo,
Eles pouco se lembram o que você disse
Sobre o amor
Mas do amor eu não me esqueço um segundo

Por isso quando você voltar
Se você tiver paciência pra voltar
Não te pedirei nada
Vou apenas te abraçar e dizer
“Que saudades, meu camarada”

No dia do julgamento
Se puderem, por favor
Me deixem renascer denovo menino
Para brincar com as coisas
Para gostar e cuidar das coisas
E inventar para elas nomes engraçados
Que elas não tinham antes

Me deixem ser o pequeno Adão
De um planetinha azul e distante
Crescendo entre o que sobrou
De um apocalipse alienígena

Pra lá conhecer os bichos e as plantas
Correr pelos campos
Escrever com tinta de sementes
Os primeiros poemas nas cavernas
Ocupar me de ter o que comer
E o que sonhar
E viver sorridente
Sem dinheiro ou bolsos

Até que um dia quando a puberdade vier
Trocarei uma de minhas costelas
Pelo início de uma nova civilização
Mas desta vez ao meu modo:
Sem pecados ou cobras traiçoeiras
Comendo livremente as maçãs do jardim
Para que a vida se perpetue

Deste jeito eu peço
Sem nenhum rancor ou raiva
Mas de espírito terno e manso
Para que ninguém se preocupe
Comigo no dia da salvação

Jota Teles

Anúncios

One thought on “No dia da salvação não me salvem

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s