A mulher que eu amo

A mulher que eu amo
Veio e roubou minha solidão
Sequestrou meus finais de semana
tornou-os os dias mais importantes da minha vida.

Tingiu meu coração com cores
Que eu nem sabia que existiam
E me pôs para dormir em sua cama
Depois de me beijar.

A mulher que eu amo
Me deu presentes de páscoa, aniversário e natal
E embora fossem quase sempre camisetas
Vinham sempre com um bilhete
Escrito pela mulher que eu amo

Confesso que certa vez
Lendo um destes bilhetes eu chorei
Por tanto amar essa mulher

A mulher que eu amo é uma boa conselheira
Para os que recebem sua amizade
Porque é ponderada e inteligente

Com essa mulher eu posso ouvir e ser ouvido
E ela comigo também pode sempre dizer o que pensa
Pois sabe que para mim nada é mais importante
Do que aquilo que é importante para a mulher que eu amo

Juntos nós somos duas crianças bobas
E um casal de velhinhos de mãos dadas
Caminhamos juntos e ela ri de coisas engraçadas
E me deixa feliz por faze-la feliz

Com essa mulher eu morarei em uma grande casa
Onde caibam milhares de livros e discos
ou numa casa pequena onde caiba nosso amor.

À noite essa mulher se deita preguiçosamente sobre o meu colo
E dorme enquanto lhe afago os cabelos
Nessa hora sem que ela saiba
Eu a observo e sei
Que a mulher que eu amo
É a mulher da minha vida.

E é por isso que olhando
Agora para essa mulher eu peço
Para que eu seja o homem da sua vida.

Jota Teles

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s